CURSO DE EDUCAÇÃO DO CAMPO E CMEI DONA BENTA NO DISTRITO DE VOLTA GRANDE

     O resgate cultural e histórico de uma comunidade perpetua tradições e constrói relações entre gerações; Foi na busca desta historicidade que a professora Doutora Soraya Franzoi Conde com sua equipe de profissionais e alunos do Pólo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em Rio Negrinho, voltado a Educação do Campo, desenvolveu o projeto no Distrito de Volta Grande buscando valorizar a cultura existente neste distrito e em suas localidades. Em paralelo esse projeto acompanhou também em nosso Estado uma comunidade indígena, uma pesqueira isolada, uma comunidade quilombola. Sendo que nas devolutivas aos centros das pesquisas foram oportunizados dentro da análise da comunidade visitada dois projetos aprovados em Brasília que os pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina apresentaram. Um que já foi efetivado numa Escola da Barra da Lagoa em Florianópolis e o segundo cujo resultado foi apresentado ontem pela Professora Doutora Soraia no CMEI Dona Benta em Rio Negrinho no Distrito de Volta Grande, cuja gestora Letícia Neppel Kirshbauer e sua equipe, junto com a especialista Cléa Medeiros da Secretaria Municipal de Educação, optaram pelo símbolo mais representativo de Rio Negrinho a Maria Fumaça, que será construído em madeira por um artesão da região e projetado por um pai da Unidade de Educação Infantil, requisitos básicos para a efetivação do Projeto, além do envolvimento da equipe de Educação Infantil que ontem em sua primeira etapa firmou acordo com a Professora Dra Soraia, que a efetivação do projeto irá iniciar em fevereiro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *