Estudante do CAE Nova Esperança visitam sítios de produção agroecológica

Os estudantes do Centro de Atendimento ao Estudante (CAE) Nova Esperança, do bairro Industrial Norte, estiveram nas unidades de produção agroecológicas Sítio Gerdilufa e Sítio Araucárias, ambas em Rio Negrinho. Os locais pertencem às senhoras Dinar Catarina Fuerst Mulhbauer e Ingrid Maria Fuerst Kurowsky.

As crianças foram acompanhadas pela diretora Márcia Fabiana dos Santos e as professoras Claudete da Cruz Fernandes, Adelaide Dolores Liebl, a estagiária Ivonete Gruber, a cozinheira Maria Isolete Nunes Rodrigues e a Auxiliar Juliana Aparecida Gessner. Além delas, esteve a técnica agrícola da Secretaria de Agricultura Karina A. Mateus, que juntamente com a proprietária ministrou um dia de campo para os presentes.

A visita foi programada em função do projeto “Horta na Escola: Sementes Pedagógicas”, onde o CAE Nova Esperança é parceiro, assim como demais escolas do município. Este projeto é uma parceria entre a Secretaria de Agricultura e Secretaria de Educação, que busca implementar Hortas nas escolas do município, em consonância com o PME (Plano Municipal de Educação) – Meta 1 e 2 – Estratégias 1.29 e 2.17. A ação visa a aproximação dos alunos com a “vida no campo” dentro da cidade, proporcionando contato com alimentos saudáveis e cuidados com o meio ambiente.

Na visita inicialmente as proprietárias das unidades de produção agroecológicas relataram a experiência de trabalhar com o sistema agroecológico e os benefícios que este sistema pode nos trazer. Na ocasião, a técnica agrícola da Secretaria de Agricultura juntamente com as proprietárias demonstraram na prática, os cuidados necessários para produzir alimentos saudáveis e de qualidade. Neste, foram abordados assuntos como a importância da proteção do solo para a ciclagem de nutrientes, preservação da vida existente no solo, como por exemplo minhocas, tatuzinhos de jardim, formigas e entre outros organismos existentes, cuidados com as plantas da horta, uso de fitoterapia e demais temas, além, de salientar a produção sem o uso de agrotóxicos ou adubos químicos.

Na unidade agroecológica Gerdilufa da senhora Dinair e o senhor Geraldo, dentre os temas abordados, explicaram aos alunos sobre o uso de homeopáticos para o tratamento de doenças das plantas e controle de insetos. E no sítio Araucárias da senhora Ingrid ensinou sobre os tubérculos, demonstrando na prática a colheita e cuidados.

Conhecendo as estufas

Os alunos puderam ter a incrível experiência de conhecer estufas de produção de plantas, diversas plantas como batata doce roxa, bata salsa, cenoura, temperos, açafrão e outros, que foram apresentados aos alunos. Muitos destes não conheciam como eram produzidos os alimentos, ficando assim maravilhados com as novas descobertas.

O sistema de agroecologia busca respeitar o ecossistema, ou seja, todos os organismos presentes no espaço onde se desenvolve a agricultura. Neste sistema, não é permitido o uso de agroquímicos prejudiciais à saúde, todos os organismos são respeitados para buscar o equilíbrio e assim trabalharem em harmonia. As agricultoras responsáveis pelas unidades de produção demonstraram aos alunos e professores a importância de preservar o meio ambiente e como realizar este procedimento, de maneira prática e simples.

Desta forma, a visita proporcionou aos alunos uma experiência fantástica, onde estes puderam observar o “laboratório vivo” e entrar em contato com este sistema benéfico de produção agrícola. Os alunos agradecem a incrível acolhida das senhoras Dinar, Ingrid e seus familiares aos alunos, professores e colaboradores do CAE Nova Esperança, que jamais esqueceram da experiência vivida neste dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *