Prefeitura de Rio Negrinho inaugura ginásio na escola Menino Jesus

A Prefeitura de Rio Negrinho inaugurou nesta quinta-feira, dia 12, o ginásio de esportes Ivo Stoeberl, localizado na escola Menino Jesus, no bairro Vila Nova. Ao todo, foram investidos em torno de R$ 500 mil na obra, que contou com recursos do Governo Federal.

Durante o ato, o prefeito Julio Ronconi enalteceu a construção do espaço, que acabou levando um tempo maior do que inicialmente previsto em virtude da demora na liberação dos recursos. “Porém, conseguimos finalizar essa obra, que garante mais comodidade às crianças nas suas atividades”, ressaltou ele.

Já a secretária de Educação Darli Frota Tandalo pediu a colaboração de crianças e comunidade escolar na manutenção do espaço. “Ficou um espaço muito bom, agradável e que servirá a toda a escola. Por isso é essencial ajudem a cuidar desse espaço, que é de todos”, frisou Darli.

O ato contou ainda com a presença de familiares de Ivo Stoeberl, do assessor do deputado Pedro Uczai — Luiz Carlos Pedrozo —, dos vereadores Luciano Alves, Ildefonso Pilatti e Liliana Schroeder, secretários municipais e comunidade.

Quem foi Ivo Stoeberl

Ivo Stoeberl nasceu em Rio Negrinho no dia 10 de julho de 1956, era o filho mais velho de Joaquim Alfredo Stoeberl e Helena Stoeberl. Em janeiro de 1975, começou a trabalhar oficialmente na Rádio Rio Negrinho. A singularidade de sua voz, sua dedicação e a excelência de seu trabalho conquistou não só os ouvidos do povo rio-negrinhense, como também seus corações.

Na década de 1980, começou a escrever para jornais e era correspondente do jornal A Notícia. Foi candidato a vereador em 1988, no entanto, não foi bem-sucedido, pois todos achavam que se fosse vereador, não iria mais trabalhar na rádio. A partir de 1989, assumiu a assessoria de imprensa da prefeitura de Rio Negrinho, durante a gestão do então prefeito, Guido Ruckl.

Apresentava-se em shows e transmitia jogos de futebol ao vivo ao lado de Sérgio Ferreira para a Rádio Rio Negrinho. Ivo trabalhou 38 anos na Rádio Rio Negrinho AM e por quase quatro décadas foi locutor, dono de uma das vozes mais conhecidas da região, entendia de tudo um pouco e o improviso era sua maior qualidade. Faleceu aos 57 anos, após perder a batalha contra o câncer. Trabalhou até quando a doença o permitiu, pois seu maior amor e orgulho era o seu trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *